quinta-feira, 24 de abril de 2014

No bairro Boa Vista, onde nasceu, Francisco José Júnior firma compromissos



Fotos: Raul Pereira

A caminhada desta quinta-feira, 24, da Coligação Liderados pelo Povo, percorre as ruas do bairro Boa Vista, onde o candidato a prefeito de Mossoró, Francisco José Júnior (PSD), nasceu e viveu por muitos anos. Em meio às lembranças de sua infância, ele firmou compromisso de melhorias para o bairro, quando for efetivado na chefia executiva da cidade no pleito suplementar do dia 4 de maio.

“Caminhar por essas ruas me traz muitas lembranças de quando eu era criança. Eu nasci, cresci e vivi aqui no bairro Boa Vista durante muitos anos. É um orgulho ter a oportunidade de trazer melhorias para as pessoas que moram aqui e como prefeito vou poder dar aos moradores cada vez mais qualidade de vida”, disse Francisco José Júnior.

Entre os compromissos firmados, o candidato do PSD destaca a entrega da praça do bairro ainda no primeiro semestre com academia da terceira idade, além da pavimentação da rua Paulo Abuquerque. “O bairro Boa vista precisa de melhorias e aqui já firmo compromisso de que a rua Paulo Albuquerque será asfaltada e a praça deve ser entregue até o próximo mês de junho, com uma academia da terceira idade, para que os idosos daqui possam ter uma opção de cuidar melhor da qualidade de vida”, falou Francisco José Júnior.

O candidato a prefeito da Coligação Liderados pelo Povo está na caminhada junto com o seu vice, Luiz Carlos (PT), e também ao lado da ex-prefeita Fafá Rosado (PMDB), do deputado estadual Leonardo Nogueira (DEM), e dos vereadores Nogueira de Dodoca, Genilson Alves, além da suplente Cícera Nogueira.

Fonte: Assessoria

TRE aprova por unanimidade envio de tropas federais para Mossoró


Herval Sampaio e Ana Clarisse tem solicitação aprovada pelo TRE - Foto: iPad Skarlack

Com votos de todos os desembargadores, o Tribunal Regional Eleitoral aprovou o envio de tropas federais para garantir a segurança na eleição suplementar prevista para o dia 4 de maio em Mossoró.

As tropas federais para garantir a segurança do pleito foram solicitadas pelos juízes eleitorais Ana Clarissa Arruda e José Herval Sampaio Junior, tendo o acirramento dos ânimos entre correligionários no dia da votação.

A eleição suplementar foi determinada a partir da cassação do mandato da então prefeita Claudia Regina, do DEM, e de Wellington Filho, do PMDB, por abuso de poder econômico nas eleições de outubro de 2012.

Para o atual pleito, Claudia Regina, desta vez tendo como candidato a vice-prefeito o advogado e contador Canindé Maia, pediram registro de candidatura, que foi negado pelo juiz eleitoral José Herval Sampaio Junior. Por ter dado causa a outra eleição, também ficou proibida de fazer campanha.

Também da eleição passada, pediu registro de candidatura a deputada estadual Larissa Rosado, do PSB, que, por ter sido condenada por um colegiado, também não conseguiu o registro. Recorreu. Ao contrário de Claudia, ela faz campanha pela conta dela em risco.

Os outros candidatos que pediram registros de candidatura e já conseguiram foram Raimundo Nonato, o Popular Cinquentinha, do PSOL; Gutemberg Dias, do PC do B, Josuê Oliveira, do PSDC; e o prefeito interino Silveira Junior, do PSD

Fonte: www.defato.com

Confira decisão da ministra Laurita Vaz que nega mandado de segurança requerido por Cláudia Regina

DECISÃO

Trata-se de mandado de segurança com pedido de liminar impetrado por CLÁUDIA REGINA FREIRE DE AZEVEDO, FRANCISCO CANINDÉ MAIA e COLIGAÇÃO FORÇA DO POVO contra ato do Presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte que, nos autos da Ação Cautelar nº 55-96.2014.6.20.0000, indeferiu a liminar pleiteada com o fito de sustar os efeitos de decisão proferida pelo Juiz da 33ª Zona Eleitoral/RN que, de plano, não recebera/não conhecera de pedido de registro de candidatura da primeira e do segundo Impetrantes.

Sustentam os Impetrantes que o periculum in mora está presente (fl. 10):

[...] haja vista que a campanha eleitoral suplementar de Mossoró já está em curso, sendo que cada dia que a impetrante permanece impedida de realizar propaganda eleitoral configura lesão absolutamente irreparável. Aliás, em se tratando de pleito suplementar, onde os prazos de propaganda são muito mais exíguos do que em eleições regulares, a urgência da presente medida resta ainda mais clara.

Pugnam pelo reconhecimento do fumus boni iuris, porquanto:

a) "a medida adotada viola o devido processo legal, fere a ampla defesa, prejudica o contraditório e não se coaduna com as resoluções que regem o pleito" (fl. 3);

b) embora ao juiz eleitoral seja dado conhecer de ofício a presença de causa de inelegibilidade ou ausência de condição de elegibilidade, na forma dos arts. 37 e 47 da Resolução-TSE nº 23.373/2011 (fl. 5-6),

[...] não pode fazê-lo `de plano¿, antes de cumprido todo o trâmite relativo ao `processamento do pedido de registro¿, e das `impugnações¿. Somente quando os autos lhe são encaminhados para julgamento, pode o magistrado, motivado por circunstância não apontada na impugnação, ou mesmo pela ausência de impugnação, indeferir de ofício registro de candidatura.

c) "havendo impugnação, deve o juiz seguir o trâmite previsto nos artigos 40 a 46 da Resolução 23.373/2011 do TSE, podendo, ao final, conhecer de ofício inelegibilidade não suscitada naquela peça" (fl. 6);

d) "por mais que esteja claro aos olhos do magistrado hipótese de inelegibilidade, a impor indeferimento do registro, ainda assim o processo legal deve ser cumprido" (fl. 6);

e) no despacho que intimou a primeira Impetrante a manifestar-se sobre eventual causa de inelegibilidade ou condição de elegibilidade não há (fl. 7):

[...] fato concreto pelo qual devia a candidata impetrante se manifestar, o que tornou sua defesa praticamente impossível. Não sabia exatamente sobre o que se manifestar, pelo que restou prejudicado o contraditório. Não sabia sobre tudo o que devia se manifestar, tendo sido violada a ampla defesa, vez que se tornou inviável utilizar todos os meios e recursos a ela inerentes.

f) "em decisão única para processo da espécie, o juízo de primeiro grau `sequer recebeu¿ o registro da impetrante, cancelando-o, quando deveria tê-lo deferido ou indeferido, se era essa última sua intenção." (fl. 7);

g) o ato impugnado fere também o contido no art. 16-A da Lei nº 9.504/97, tendo em vista que foi negado ¿à impetrante o direito de continuar praticando todos os atos de campanha, inclusive os atinentes à propaganda eleitoral, enquanto não julgado em definitivo o pedido de registro de candidatura" (fl. 7);

h) o dispositivo legal antes mencionado (fl. 9):

[...] não faz qualquer menção ao motivo da inelegibilidade ou sequer a [sic] quantidade de processos que o candidato possua, sendo geral e inespecífica ao autorizar que o candidato cujo registro esteja sub judice efetue todos os atos relativos à sua campanha eleitoral, inclusive utilizar o horário eleitoral gratuito para sua propaganda, no rádio e na televisão.

i) nenhuma das condenações mencionadas nos atos impugnados transitou em julgado e, portanto, "não se pode dizer que a impetrante deu causa a nova eleição enquanto houver a pendência de julgamento no TSE dos recursos interpostos" (fl. 9);

j) houve ofensa ao princípio da isonomia, porque "ao contrário do que ocorreu com a ora impetrante, o magistrado de origem expressamente consignou a possiblidade de Larissa Rosado de praticar todos os atos de campanha enquanto o registro estiver sub judice, a teor do artigo 16-A da Lei Eleitoral" (fl. 9).

Portanto, defendem ser evidente a teratologia do ato da autoridade coatora a ensejar a possibilidade de impetração do writ, mormente se considerado o descompasso com a legislação que rege a matéria.

Pugnam, assim, pelo deferimento da medida liminar inaudita altera pars para (fl. 11):

[...] determinar que a justiça eleitoral do Estado do Rio Grande do Norte se abstenha de cancelar o registro dos impetrantes antes de cumprido o devido processo legal, assegurando-lhe o direito de prosseguir com seus atos de campanha, inclusive os alusivos a propaganda eleitoral, quanto o pedido de registro de candidatura estiver sub judice.

Alternativamente, requerem (fl. 11):

[...] a concessão parcial do presente writ, em caráter liminar e inaudita altera parte, para fins de se assegurar o direito dos impetrantes de prosseguirem com sua propaganda eleitoral enquanto o registro de candidatura estiver sub judice, nos termos do que assegura expressamente o artigo 16-A da Lei Eleitoral.

Pedem, por fim, a notificação da autoridade coatora para prestar informações; a intimação do Ministério Público Eleitoral; bem como a concessão da ordem a fim de tornar definitiva a liminar deferida.

É o relatório.

Decido.

Cuida-se de mandado de segurança impetrado contra decisão monocrática proferida pelo Presidente do TRE do Rio Grande do Norte (fls. 294-299), por meio da qual foi indeferida liminar pleiteada em âmbito de ação cautelar.

A citada ação cautelar foi proposta objetivando sustar os efeitos de decisão do Juiz da 33ª Zona Eleitoral/RN (fls. 252-281) que não recebera/não conhecera o pedido de registro de candidatura da primeira Impetrante, bem como suspendera a possibilidade daquela de praticar atos de campanha eleitoral relativos às eleições suplementares que serão realizadas no município de Mossoró/RN em 4.5.2014.

Apontam os Impetrantes que os provimentos judiciais anteriormente mencionados foram "contaminados" pelo despacho de fl. 126, por meio do qual o magistrado de primeiro grau, no bojo do pedido de registro de candidatura, por entender que, em tese, seria o caso de indeferir de plano o pleito, determinara a intimação da primeira Impetrante para exercer, no prazo de 72 horas, o respectivo direito ao contraditório.

Pois bem. Verifico que o writ of mandamus, ao fim e ao cabo, visa impugnar ato - decisão unipessoal que indeferiu a liminar pleiteada em âmbito de ação cautelar - de membro da Corte de origem e, portanto, forçoso concluir que a competência para processar e julgar o feito não é desta Corte Superior, mas, sim, do próprio TRE do Rio Grande do Norte.

Nesse sentido:

MANDADO DE SEGURANÇA - NÃO CABIMENTO - ATO DE PRESIDENTE DE TRIBUNAL REGIONAL - DECISÃO NÃO RECORRIDA - TRÂNSITO EM JULGADO.

Não compete ao Tribunal Superior Eleitoral decidir sobre suposta coação ilegal atribuída à Presidente do Tribunal Regional Eleitoral, no que se refere ao indeferimento de republicação de acórdão. Precedentes.

[...]

Agravo regimental que não infirma os fundamentos da decisão agravada, ao qual se nega provimento.

(AgR-MS nº 463-16/MA, Rel. Ministro HENRIQUE NEVES DA SILVA, DJE 23.8.2012; sem grifo no original)



AGRAVO REGIMENTAL EM MANDADO DE SEGURANÇA. ATO DE MEMBRO DE TRIBUNAL REGIONAL. INCOMPETÊNCIA DO TSE. DECISÃO AGRAVADA. FUNDAMENTOS NÃO INFIRMADOS. NÃO PROVIMENTO.

1. A jurisprudência desta Corte é firme no sentido de que compete ao TRE o julgamento de mandado de segurança contra atos de seus membros (Precedentes: AgR-MS nº 4.139/PR, Rel. Min. Marcelo Ribeiro, DJE de 17.3.2009; AgR-MS nº 3.370/BA, Rel. Min. Eros Grau, DJ de 24.6.2008).

[...]

4. Agravo regimental ao qual se nega provimento.

(AgR-MS nº 4.279/RJ, Rel. Ministro FELIX FISCHER, DJE 14.4.2010; sem grifo no original)



EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. RECEBIMENTO. AGRAVO REGIMENTAL. DECISÃO. NEGATIVA DE SEGUIMENTO. MANDADO DE SEGURANÇA. ATO DE JUIZ DE TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL. INCOMPETÊNCIA. TSE. FUNDAMENTOS NÃO INFIRMADOS.

[...]

2. Compete ao Tribunal Regional Eleitoral respectivo o julgamento de mandado de segurança impetrado contra ato de seus membros (art. 21, VI, da LC nº 35/79). Precedentes.

[...]

4. Desprovimento.

(AgR-MS nº 4.139/PR, Rel. Ministro MARCELO RIBEIRO, DJE 17.3.2009; sem grifo no original)

No mesmo sentido, as seguintes decisões monocráticas: MS 68-87/GO, Rel. Min. HENRIQUE NEVES DA SILVA, DJE 18.2.2013; MS 498-73/SP, Relª. designada Minª. CÁRMEN LÚCIA, DJE 1º.8.2012;

MS 3310-59/PI, Rel. Min. HAMILTON CARVALHIDO, DJE 6.10.2010; MS 2370-94/RO, Rel. Min. HAMILTON CARVALHIDO, DJE 30.8.2010.

Ante o exposto, com esteio no inciso VI do art. 21 da Lei Complementar nº 35/79, DECLINO DA COMPETÊNCIA para o Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte.

Publique-se.

Intimem-se.

Brasília, 24 de abril de 2014.



MINISTRA LAURITA VAZ

RELATORA

Juiz Herval Sampaio mantém sentença de impede Cláudia Regina de fazer campanha na Internet

Na tarde desta quinta-feira, 24, o juiz Herval Sampaio Júnior, manteve a decisão que determina a retirada das redes sociais de toda e qualquer mensagem da prefeita cassada e afastada, Cláudia Regina, DEM.

Confira cópia da decisão:


TRE aprova tropas federais para as eleições suplementares de Mossoró

De Mossoró, na tarde desta quinta-feira, 24, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), apreciou o pedido de tropas federais para as eleições municipais suplementares do dia 4 de maio.

O pedito havia sido feito pelo promotor eleitoral, Fábio Weimar Thé e pelo juiz eleitoral, Herval Sampaio Júnior.

O reforço policial foi solicitado na última segunda-feira.

Ministra Laurita Vaz nega mandado de segurança e piora situação de Cláudia

Por: Gutemberg Moura
Em decisão monocrática, Ministra questiona "competência" do TSE para julgar "pleito" de "prefeitável" do DEM

A Ministra do TSE, Laurita Vaz, acaba de negar provimento ao mandado de segurança da coligação Força do Povo, através do qual buscará assegurar a participação da candidata Cláudia Regina (DEM) na campanha à eleição suplementar de 4 de maio. De acordo com decisão da ministra, não cabe ao TSE questionar decisão do presidente do TRE.

"Leia trecho da decisão da Ministra:

Pois bem. Verifico que o writ of mandamus, ao fim e ao cabo, visa impugnar ato - decisão unipessoal que indeferiu a liminar pleiteada em âmbito de ação cautelar - de membro da Corte de origem e, portanto, forçoso concluir que a competência para processar e julgar o feito não é desta Corte Superior, mas, sim, do próprio TRE do Rio Grande do Norte.

Nesse sentido:

MANDADO DE SEGURANÇA - NÃO CABIMENTO - ATO DE PRESIDENTE DE TRIBUNAL REGIONAL - DECISÃO NÃO RECORRIDA - TRÂNSITO EM JULGADO.

Potiguar de Mossoró perde de 2 a 0 para o Santa Rita

Fotos: Págua Júnior/Rádio Difusora
Depois de perder por 2 a 0 para o Santa Rita, nesta quinta-feira, 24, em Alagoas, o Potiguar de Mossoró se complicou para tentar passar para a próxima fase da Copa Brasil.

Detalhes no Portal Difusora.

Lideranças empresariais discutem projeto de Estacionamento Rotativo Eletrônico para Mossoró


Reunião de líderes empresariais na CDL, na noite desta quinta-feira, 24 - Fotos: iPad Skarlack

Foi realizada na noite desta quinta-feira, 24, às 19h30, na Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), de Mossoró, uma reunião com participações de representantes das entidades empresariais do município, quando foi discutido uma proposta de instalação Estacionamento Rotativo Eletrônico - Zona Azul.

O objetivo principal do projeto é democratizar e racionalizar o uso de vagas em vias públicas, estimulando a rotatividade.

Confira mais detalhes no Portal Difusora.

TRE tratou apenas de embargos de declaração sobre processo julgado em fevereiro

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) julgou na tarde desta quinta-feira, 24, apenas embargos de declaração, intrumento impetrado pelos assessores jurídicos sobre questionamentos de julgamento realizado no mês de fevereiro.

De acordo com explicação de Allison Sousa, do TRE, em Mossoró, a Ação Cautelar que pede a reforma da decisão que negou pedido de registro, somente deverá ser colocada em pauta na sessão da próxima terça-feira, 29.

O relator desse processo é o juiz Nilson Cavalcanti.

TRE rejeita recurso de Cláudia Regina que permanece impedida de fazer campanha eleitoral

Por: Anna Ruth

O pleno do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte rejeitou hoje o recurso impetrado pela candidata Claudia Regina, que teve o seu registro negado para disputar o pleito suplementar de Mossoró.

Com isso, a postulante do DEM continua impedida até mesmo de fazer campanha.

Fonte: www.tribunadonorte.com.br

Secretário de Segurança do Estado reunirá comandantes de Batalhões de Polícia em Mossoró

O secretário de Segurança do Estado, Eliezer Girão, estará em Mossoró pela primeira vez, neste sábado, 26.

Ele reunirá os comandantes de todos os Batalhões de Polícia de Mossoró e Região, na sede da OAB.

Maiores detalhes, no Portal Difusora.

Debate TCM: da imprensa de Mossoró apenas representantes dos três jornais impressos serão credenciados

Moisés Albuquerque da TCM ao encaminhar detalhes do Debate TCM - Foto: iPad Skarlack
De acordo com o jornalista Moisés Albuquerque, diretor de jornalismo da TCM, da imprensa de Mossoró, apenas representantes dos jornais Gazeta do Oeste, De Fato e O Mossoroense terão acesso ao interior da empresa para acompanhar o debate com os candidatos a prefeito de Mossoró.

Ele explica que diante do grande número de blog´s e outras plataformas na Internet não será possível credenciar representantes desses órgãos.

O debate está programado para às 20h, de domingo, 27.

COBERTURA - Como os jornais impressos só poderão veicular qualquer informação sobre Debate TCM, em suas verssões impressas, na terça-feira, 29, o blog fará cobertura em tempo real, no domingo.

A cobertura da equipe do blog será feita da parte externa  da TCM.

Debate TCM: Conselho de Segurança das Eleições fará reunião extraordinária para preparar estratégia

Tenente-coronel Alvibar anuncia reunião para discutir segurança para debate na TCM - Foto: iPad Skarlack
O comandante do II Baralhão de Polícia Militar (II BPM), de Mossoró, Francisco Alvibar Gomes Ferreira, informa que foi convocada uma reunião extraordinária do Conselho de Segurança das eleições municipais suplementares de Mossoró.

A reunião acontece às 17h, no gabinete do juiz Herval Sampaio, da 33ª Zona Eleitoral, nesta sexta-feira, 25.


Ouvidos ao chão que os tambores podem rufar direto de Brasília

O advogado Olavo Hamilton, da assessoria jurídica do DEM, em Mossoró, informa que deverá haver pronunciamento sobre questões referentes ao pleito da candidata do partido, prefeita cassada e afastada, Cláudia Regina, em Brasilia.

Ele informa que um representante de Cláudia Regina está de plantão no TRE.

Nenhum processo de Mossoró entrará na pauta do TRE nesta quinta-feira

Somente na próxima terça-feira, 29, um dia antes do fim do prazo para posicionamento do TRE sobre processos envolvendo as eleições municipais suplementares de 4 de maio em Mossoró, é que a Corte deverá julgar os Recursos Eleitorais das candidatas a prefeito, Larissa Rosado, PSB e Cláudia Regina, DEM.

O relator do Recurso de Cláudia Regina, que tenta derrubar a impugnação prolatada pelo juiz eleitoral da 33ª Zona Eleitoral, Herval Sampaio Jùnior, juiz Nilson Cavalcanti, não irá se pronunciar na sessão do TRE que acontece nesta quinta-feira.

Já o Recurso de Larissa Rosado, que também buscar reverter a impugnação sofrida em primeiro grau não será votado nesta quinta.

O mesmo deve ocorrer em relação o desembargador Amilcar Maia, presidente do TRE, também não deverá julgar o Agravo de Instrumento da ex-prefeita Cláudia Regina (DEM), que busca uma liminar para participar da campanha suplementar de Mossoró, mesmo sem registro de candidatura.

TRE treinará mesários para o dia 4 de maio segunda e terça-feira

Allison atende mesárias sobre treinamento 
O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) promoverá segunda e terça-feira, dias 28 e 29, em Mossoró, treinamento para os mesários que trabalharão nas eleições municipais suplementares para prefeito e vice, no dia 4 de maio.
De acordo com informação de Allison Araújo Cardoso, da 33ª Zona Eleitoral, explicando que o treinamento será dividido em duas etapas. 

Confira detalhes no Portal Difusora.

Jean-Paul Prates quer saber se eleitores do RN querem que ele dispute algum cargo em 2014

Uma forma inovadora de se fazer pré-campanha eleitoral.

Através do Facebook o ex-secretário estadual, Jean-Paul Prates, está fazendo uma pesquisa para saber se os eleitores querem que ele dispute algum cargo eletivo em 2014.

Confira a mensagem no Facebook do mesmo:

Amigos, a reflexão minha com vcs ultimamente é: devo disponibilizar meu nome para pré-candidatura no RN, ou não?

Se eu viesse a compor uma lista federal ou até uma chapa majoritária, na condição de vice ou suplente, vc consideraria a hipótese de votar em mim, ou pelo menos eu estaria num grupo de três nomes em que lhe interessaria votar?

Se a sua resposta é SIM, vá neste link institucional (abaixo), dê CURTIR (ou "LIKE") na página, e passe a acompanhar as reflexões e os andamentos desta movimentação desde o seu início.

A qualquer momento, vc pode ir lá e retirar o seu "CURTIR" ou "LIKE".

Assim, é como se eu estivesse fazendo uma pré-pesquisa de aceitação, em tempo real e com transparência total.

Obrigado por participar! Abraço a todos

Podcast Antenado: Fábio Weimar Thé

Promotor eleitoral, Fábio Weimar Thé - Foto: iPad Skarlack
O promotor eleitoral, Fábio Weimar Thé, fala das medidas adotadas pelo Ministério Público para a assegurar tranquilidade e lisura nas eleições municipais suplementares de 4 de maio.

Confira o áudio:

Campanha de Larissa Rosado terá Garibaldi Filho, Henrique Alves e João Maia no sábado

Para o próximo sábado, a campanha da coligação Unidos Por Mossoró, que tem como candidatos, a deputada estadual, Larissa Rosado, prefeito, e o vereador, Alex Moacir, vice, anuncia as presenças do ministro da Previdência, Garibaldi Filho e dos deputados federais, Henrique Alves, presidente do PMDB-RN e da Câmara Federal, e João Maia, presidente do PR.

No último sábado quem participou da campanha foi o ministro Garibaldi Filho.

Gutemberg Dias leva falta no Guia Eleitoral do rádio

Na estréia do Guia Eleitoral do Rádio o candidato a prefeito, Gutemberg Dias, PC do B levou falta.

No tempo destinado ao mesmo só uma vinheta informando que o horário estava reservado ao PC do B.

O primeiro programa foi ao ar às 7h às 12h, nas rádios de Mossoró com geração da FM 105.


Três assassinados e seis baleados em Mossoró e um assassinado e outro baleado em Patu


Por: César Alves
Na manhã desta quinta-feira, 24, na Avenida Lauro Maia, em Patu, uma quadrilha tentou assaltar a Agência do Correios e terminou baleado no pescoço o gerente Arnir Praxedes de Lima, de 53 anos, (morreu a caminho de Mossoró) e baleando o Policial Militar Filho. Os assaltantes fugiram.

Os primeiros relatos apontam que o gerente da agência Arnir estava iniciando os trabalhos, quando os assaltantes chegaram anunciando o assalto. A guarnição da PM estava no local por acaso, para um policial fazer uma transação bancária.

Foi quando começou a troca de tiros, tendo o gerente sido morto com tiro na cabeça e o policial baleado. Filho e Arnir receberam os primeiros cuidados ainda em Patu e estão sendo transferido para o Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró. Arnir morreu antes de receber socorro no HRTM, em Mossoró.

Noite violenta em Mossoró

Em Mossoró, o dia de quarta-feira, 23, foi marcado com três assassinatos e seis baleadas, entre elas o policial Diego Severino Alves, de 32 anos, que perdeu o baço. Se encontra neste momento no Centro Cirúrgico do Hospital Regional Tarcísio Maia.

Jandui Nascimento Borges, de 40 anos, foi executado a tiros perto do Supermercado Rebouças, da Rua João Cordeiro, no bairro Santo Antônio, no final da manhã desta quarta-feira, 23, em Mossoró.

Francisco Alexandre Dantas da Silva, de 26 anos, foi alvejado na região do ombro com um disparo de arma de fogo, na Rua Aoem Menescal. Ele foi socorrido pela equipe do Samu para o Hospital Regional Tarcísio Maia.

Jorge Paulo do Nascimento, de 28 anos, foi alvejado na praça do conjunto Freitas Nobre no bairro Barrocas. Ele chegou a ser socorrido para a Unidade de Pronto Atendimento do Santo Antônio onde já chegou morto.

*Elias Belarmino de Souza, de 42 anos, morreu durante uma tentativa de assalto. O fato aconteceu dentro de uma vila, na Avenida Alberto Maranhão no bairro Barrocas. Segundo informações dois indivíduos armados tentaram tomar sua motocicleta. Durante o assalto a vitima sofreu um mal súbito, recebeu socorro medico, mas já chegou morto na Unidade de Pronto Atendimento do bairro Santo Antônio.

Silvestre Estalone de Oliveira Rocha, de 27 anos, foi baleado no braço esquerdo durante uma briga envolvendo gangues de jovens da Favela do Pirrichil e do Papoco. A ação criminosa aconteceu na Rua Delmiro Rocha, no Alto de São Manoel no inicio da noite de hoje. Estalone já havia sofrido uma tentativa de homicídio no final do ano passado. Ele foi socorrido para o Hospital Regional Tarcísio Maia e não corre riscos de morrer.

Ana Alice Miranda de Souza, de 42 anos, foi alvejada na região abdominal, com um disparo de arma de fogo. Segundo informações ela foi vitima de uma bala perdida. Alice foi socorrida pela equipe do Samu para o Tarcísio Maia e seu estado de saúde requer cuidados.

*Natanael Alves de Oliveira, de 23 anos, foi alvejado com um disparo no braço. Segundo informações o mesmo foi atingido por bala perdida. Ele foi socorrido por populares para o Tarcísio Maia e passa bem.

* Edigledson de Andrade, de 27 anos, morador do bairro Teimosos foi socorrido por populares para a Unidade de Pronto Atendimento do Alto de São Manoel e transferido para o Tarcísio Maia.

Diego Severino Alves, de 32 anos (PM) estava com outros dois colegas policiais conversando num bar no Bairro Alto São Manoel, quando os assaltantes chegaram anunciando o assalto. Um policial tentou reação e os assaltantes abriram fogo. Diego levou cinco tiros. No hospital, passou por uma cirurgia (laparotomia exploradora) para retirar o baço destruído pelos tiros

Fonte: Blog Retrato do Oeste - Defato.com