sábado, 31 de agosto de 2013

DEM isola Rosalba e mantém canal aberto com o PMDB

No dia em que o PMDB anuncio rompimento com a governadora Rosalba Ciarlini, do DEM, o presidente do partido, senador José Agripino, comandou reunião de parlamentares da sigla, para definir que os democratas vão continuar em sintonia com o partido comandado pelos Alves. É o que revela Laurita Arruda.

Confira:

Enquanto o PMDB anunciava rompimento com o Governo Rosalba ontem em Natal, o presidente do DEM José Agripino Maia reunia a bancada do DEM para conversar 2014.
Presenças do deputado federal Felipe Maia, José Adécio, Leonardo Nogueira e Getulio Rêgo, que por consenso decidiram manter diálogo aberto com o PMDB.
Inclusive  - ou principalmente – sobre aliança proporcional.

Concurso da Assembleia acontece no domingo com 28.265 inscritos

Provas ocorrerão nos dois turnos, dependendo ao qual cargo o candidato concorre, em 22 instituições de ensino
Por Leonardo Dantas
Um dos concursos públicos mais esperados, o primeiro da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN), acontece neste domingo (1), com mais de 28 mil inscritos. As provas acontecerão em Natal, em 22 instituições de ensino, distribuídas pelas quatro regiões da cidade. Ao todo, serão mobilizadas 1.258 pessoas para dar apoio aos candidatos durante o exame, sendo 1.090 fiscais, 120 auxiliares e 48 coordenadores.

Os inscritos no concurso da ALRN prestarão provas nos horários matutino e vespertino. Para o cargo de Técnico Legislativo, habilitações em Técnico Legislativo, Taquigrafia, Operador de Som, Programador e Técnico em Hardware, o horário de apresentação ao local sugerido pela Fundação Carlos Chagas (FCC) é a partir das 7h30. O fechamento dos portões ocorrerá às 8h. A prova terá duração de 4 horas e 30 minutos.

Para o período da tarde, o horário de apresentação é a partir das 14h e fechamento dos portões às 14h30. Farão prova à tarde os candidatos a Analista Legislativo, nas habilitações: Analista Legislativo, Arquitetura, Analista de Sistema, Biblioteconomia, Enfermagem, Engenharia Civil, Jornalismo, Medicina – Clínica Geral e Psicologia e Assessor Técnico do Controle Interno – Habilitação: Assessoria Técnica do Controle Interno. Segundo a FCC, somente após uma hora após o início das provas será permitida a saída do candidato do local.

Dicas aos candidatos:

- O acesso à sala de provas só será permitido ao candidato que estiver portando documento de identidade original que bem o identifique, como: carteiras e/ou cédulas de identidade expedidas pelas Secretarias de Segurança Pública, pelas Forças Armadas, pela Polícia Militar, pelo Ministério das Relações Exteriores; Cédula de Identidade para Estrangeiros; Cédulas de Identidade fornecidas por Órgãos Públicos ou Conselhos de Classe que, por força de Lei Federal, valem como documento de identidade, como por exemplo, as da OAB, CREA, CRM, CRC etc.; Certificado de Reservista; Passaporte; Carteira de Trabalho e Previdência Social, bem como Carteira Nacional de Habilitação (com fotografia, na forma da Lei nº 9.503/97).

- É importante levar o Cartão Informativo no dia da prova, pois ele contém dados necessários para melhor orientação do candidato.

- O candidato deverá comparecer ao local de realização das provas munido de caneta esferográfica de material transparente e tinta preta, lápis preto nº 2 e borracha.

Números:

São 28.265 inscritos, distribuídos nos 15 cargos com 85 vagas no total. Mais da metade dos inscritos ( 15.919) optou pelo cargo de técnico legislativo, nível médio e salário de R$ 2.609,48, que tem 43 vagas (mais três para deficiência), totalizando 346 candidatos por vaga. O cargo mais concorrido proporcionalmente é o de Técnico do Controle Interno, salário de R$ 17.025,00, que conta com 927 concorrentes para uma vaga.

A remuneração para os cargos de analista (Analista Legislativo, Arquitetura, Analista de Sistema, Biblioteconomia, Enfermagem, Engenharia Civil, Jornalismo, Medicina e Psicologia é de R$ 6.215,20. Além do cargo de técnico legislativo, os outros cargos de nível médio são: operador de som, programador, taquigrafia e técnico em hardware, com remuneração de R$ 2.609,48.

As 85 vagas estão assim distribuídas: Analista Legislativo (10 + 1 para candidato com deficiência), Arquitetura (1), Analista de Sistema (3), Biblioteconomia (2), Enfermagem (2), Engenharia Civil (1), Jornalismo (1), Medicina – Clínica Geral (2), Psicologia (2) e Assessoria Técnica de Controle Interno (1).De nível médio, os cargos são estes: Técnico Legislativo (43 + 3 para candidato com deficiência), Operador de Som (3), Programador (5+ 1 para candidato com deficiência), Taquigrafia (5+ 1 para candidato com deficiência) e Técnico em Hardware (4).

Locais de realização das provas:

- Manhã e tarde:

Unifacex; Estácio / Fac. Câmara Cascudo; Colégio Nossa Senhora das Neves; Instituto Sagrada Família; Estácio Fatern; Fac. Maurício de Nassau; Colégio Marista; Estácio Fal – Zona Norte.

- Somente no período da manhã:

CDF; CEI; Colégio Hipócrates Zona Sul; Instituto Maria Auxiliadora; Escola de Enfermagem de Natal; UFRN; UFRN – Escola de Ciências e Tecnologia; E.E. Desembargador Floriano Cavalcanti.

Quantitativo de inscritos:

Analista Legislativo – Analista de Sistema – 519
Analista Legislativo – Analista Legislativo – 7.367
Analista Legislativo – Arquitetura – 266
Analista Legislativo – Biblioteconomia – 180
Analista Legislativo – Enfermagem – 944
Analista Legislativo – Engenharia Civil – 188
Analista Legislativo – Jornalismo – 171
Analista Legislativo – Medicina – Clínica Geral – 345
Analista Legislativo – Psicologia – 499
Assessoria Técnica do Controle  Interno – 927
Técnico Legislativo – Operador de som – 218
Técnico Legislativo – Programador – 199
Técnico Legislativo – Taquigrafia – 79
Técnico Legislativo – Técnico em Hardware – 444
Técnico Legislativo – Técnico Legislativo – 15.919
Total – 28.265

Fonte:  www.portalnoar.com

Obama diz que EUA estão prontos para atacar a Síria, mas aguardará aval do Congresso

Presidente americano afirma que o ditador sírio Bashar Assad precisa ser responsabilizado pela morte de crianças pelo uso de armas químicas

Presidente Barack Obama anuncia medidas contra a Síria em discurso em frente à Casa Branca

O presidente americano Barack Obama afirmou na tarde deste sábado que os Estados Unidos estão prontos para “um ataque limitado” contra o ditador sírio Bashar Assad. Em pronunciamento na Casa Branca, Obama disse que aguardará a autorização do Congresso – que está em recesso - para a ação em território sírio, mas sinalizou que poderá colocar seu plano em prática mesmo sem o aval dos parlamentares.

"Após uma avaliação cuidadosa, decidi que os Estados Unidos devem realizar uma ação militar contra alvos militares do regime sírio", disse Obama, no Jardim da Casa Branca, acompanhado de seu vice-presidente, Joe Biden.

"Vou pedir autorização para o uso da força aos representantes do povo no Congresso", afirmou. "[Poderia realizar a ação] Mesmo sem autorização do Congresso, mas acho que o país estará mais forte se a decisão for conjunta", completou.

Segundo o líderes republicanos do Congresso, os parlamentares começarão a debater a autorização solicitada por Obama a partir do dia 9 de setembro. "Após conversar com o presidente, esperamos que a Câmara dos Representantes considere uma medida na semana de 9 de setembro", declarou o republicano John Boehner.

Retaliação - Obama disse ter tomado a decisão após receber provas de que o regime de Assad foi o responsável pelo ataque com armas químicas do último dia 21, na periferia de Damasco. "Não podemos e não iremos fechar os olhos para o que aconteceu em Damasco", disse Obama. "Que mensagem está sendo passada se um ditador pode matar centenas de crianças sem pagar nenhum preço por isso?", argumentou o presidente.

Ao anunciar a ação militar, Obama foi categórico ao afirmar que não enviará tropas terrestres e não precisou a data da intervenção. "Estamos prontos para atacar assim que quisermos (...) Pode ser colocado em prática amanhã ou daqui a um mês", disse.

No pronunciamento, o presidente americano disse ter consultado os quatro líderes do Congresso Nacional antes de anunciar sua decisão e criticou a paralisia do Conselho de Segurança da ONU.


Caso os EUA e seus aliados decidam bombardear a Síria sem o apoio de uma resolução, não será a primeira vez que uma intervenção ocorre ignorando a ONU.

Fonte:  www.veja.com.br

Morte em acidente na Avenida Alberto Maranhão em Mossoró


Por: Ismael Sousa
Um grave acidente na Avenida Alberto Maranhão, no Bom Jardim, envolvendo carro e moto, na tarde deste sábado (31), matou o jovem Lailson José da Silva, 24 anos, morador do Conjunto Santa Helena, em Mossoró.

A vítima trafegava em uma motocicleta do tipo Trax, no sentido Centro - Bom Jardim, quando foi colhido violentamente por uma Kombi que trafegava no sentido contrário.

Com a força do impacto, o corpo de Lailson foi arremessado há cerca de dez metros, onde teve morte instantânea.

Fonte:  www.ismaelsousa.com.br

Operação da polícia prende 30 pessoas e apreende armas e munições em Mossoró

Operação durou dez dias e foi realizada no bairro Santo Antônio. Objetivo foi combater a criminalidade naquela localidade
Por Saulo de Castro
Trinta pessoas presas, 15 armas apreendidas e 47 veículos recuperados. Este foi o resultado da Operação Saturação, realizada no município de Mossoró, distante 285 km de Natal. A ação foi realizada durante dez dias no bairro Santo Antônio.

De acordo com a Polícia Militar, a ação teve como objetivo, combater a criminalidade no bairro para a instalação de uma Base Integrada Cidadã (BIC), que vai funcionar cos moldes das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs).

A operação contou com homens do 2º Batalhão da Polícia Militar, do Grupo Tático Operacional, Força Tática; 12º BPM com ROCAM, CIPAM, 2º DPRE Guarda Civil Municipal e do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), com apoio do helicóptero Potiguar 1.

Entre as armas apreendidas estavam 11 revólveres, calibre 38, um calibre 32 e outro calibre 22. Além disso estavam uma garrucha calibre 32, além de uma espingarda caseira.

Fonte:  www.portalnoar.com

João Maia tenta justificar permanência do PR no Governo Rosalba

Por: Thaísa Galvão
Do interior de Minas Gerais, onde vai hoje ao casamento de um filho de um amigo, o deputado João Maia, presidente do PR, disse ao Blog que o partido mantém para outubro a reunião da executiva para discutir o posicionamento em relação ao governo Rosalba Ciarlini.

Segundo João, a reunião agendada para 14 de setembro foi cancelada a pedido de membros da Executiva, que preferem conversar antes de reunir todo o partido.

João lembrou que, ao contrário do ministro Garibaldi Filho, nem ele nem o deputado Henrique Alves votaram na governadora Rosalba Ciarlini nas eleições de 2010, e que decidiram apoiar a gestão, não como uma forma de “ajudar à governadora”, mas de “ajudar ao Estado”, o que, para ele, os dois não devem deixar de levar em consideração.

Declaração alinhada com a de Henrique, que durante o anúncio do rompimento, disse que o PMDB continuará colaborando com os projetos de interesse do Rio Grande do Norte.

Fonte: www.thaisagalvao.com.br

Liminar revoga proibição de veiculação de propaganda do Estado na mídia do RN

Ao apreciar Agravo de Instrumento interposto pelo Governo do Estado contra decisão da Vara Cível de Currais Novos, o desembargador Claudio Santos concedeu liminar em favor do Poder Executivo para revogar a determinação de primeiro grau, de 30 de julho, que havia suspendido toda a propaganda paga pelo Estado do Rio Grande do Norte, bem como a multa estipulada para a governadora, no valor de R$ 1 milhão, em caso de descumpimento.
A medida fora tomada, na instância inicial, para garantir a saúde de pacientes em situações relatadas em 39 processos e uma Ação Civil Pública, com a suspensão da propaganda governamental até que os tratamentos e cirurgias fossem garantidas pelo Estado.
O desembargador entendeu ter havido excesso na decisão de suspender a publicidade do Governo do Estado. Para ele, o bloqueio de valores financeiros para o custeio do procedimento cirurgico e demais despesas correlatas seriam as medidas necessárias e adequadas para o cumprimento da decisão judicial.
Também não cabe ao julgador de primeira instância, manter a suspensão de toda a propaganda institucional do Governo, sob argumento de ausência de garantia do direito à saúde em outros processos de idêntica matéria, que tramitam na comarca de Currais Novos.
O integrante da Corte Estadual de Justiça determinou as suspensões : a) dos efeitos dos mandados de intimação endereçados às empresas de comunicação relacionadas nos autos, que determinou a suspensão imediata da veiculação de todos os serviços de propaganda/publicidade pago pelo Poder Executivo e b) da determinação judicial no sentido de que os órgãos de imprensa referidos na decisão agravada enviem ao Juízo de primeiro grau demonstrativo informando os serviços prestados nos últimos 12 meses.
A concessão da liminar no entendimento do relator se consolida no aspecto de que a paralisação da publicidade de diversas ações estatais, programas educativos, serviços e campanhas de interesse da coletividade, o que é suficiente para caracterizar a lesão grave e de difícil reparação.
Há importantes ações de cunho social veiculadas pela publicidade institucional, direcionadas à políticas públicas, dentre as quais as de saúde, não sendo razoável, nesse contexto, admitir-se a suspensão de toda a propaganda institucional do Governo.
Estado é responsável pela saúde da paciente
A liminar foi deferida parcialmente, pois o Estado não pode se esquivar de suas obrigações em garantir a saúde dos cidadãos. Claudio Santos determinou que o secretário estadual da Saúde deve informar em cinco dias, o dia, local e nome da equipe médica responsável pela cirurgia a ser realizada na paciente, portadora de mesotelioma peritoneal maligno, cujo tratamento não era coberto pelo Sistema Único de Saúde em nenhum hospital do país. Apenas um hospital privado de Natal informou que poderia realizar tal procedimento ao custo de R$ 136 mil.
O titular da Saúde estadual será intimado da decisão do desembargador e deverá acompanhar o cumprimento da medida liminar concedida em favor da paciente. O cumprimento das deliberações tomadas pelo juiz são da alçada do Sec da Saúde, a quem devem ser direcionados os provimentos liminares, e não à chefe do Poder Executivo. Não é possível negar a autora, os procedimentos necessários ao tratamento da doença que a acomete, pois a não-realização coloca em risco sua saúde.
O desembargador rejeitou preliminar suscitada pelo Executivo para a necessidade de litisconsórcio passivo entre Estado, Município e o governo federal, pois a União teria interesse, segundo a Procuradoria, no feito, por se tratar de procedimento médico cuja responsabilidade de custeio deverá ser pactuada pela Comissão Intergestora Tripartite do SUS. Jurisprudência em vigor reconhece que qualquer um dos entes pode figurar no polo passivo da demanda, questão pacificada nos Tribunais Superiores, STF, STJ, e no TJRN.
Para Claudio Santos não há razão para o Estado discutir a responsabilidade, que é sua, em relação ao custeio do tratamento a ser dado à paciente, impossibilitada de adquirir medicamentos, fazer exames ou utilizar quaisquer outros meios para restabelecer sua saúde ou prolongar sua vida. Em razão do seu alto custo, deverá o Poder Público providenciar os meios necessários – observa o integrante da Corte de Justiça – para atender ao pacientes.

Fonte:  Site do TJ-RN:

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Michele Fonseca entrevista Felipão na coluna Só Cristo Salva

Michele Fonseca entrevista Felipão - Foto:  Karla Viegas 

Neste sábado, 31, a jornalista-radialista Michele Fonseca, entrevista o ex-forrozeiro e hoje cantor de música gospel, Felipão, em sua coluna Só Cristo Salva, do jornal Gazeta do Oeste.

A entrevista poderá ser conferida na versão impressa ou no site do jornal Gazeta do Oeste - www.gazetadooeste.com.br.

STF reitera decisão para que Governo repasse duodécimo integral ao TJRN

Em despacho publicado nesta sexta-feira (30), o ministro Ricardo Lewandowski, vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), reforça conteúdo da decisão, proferida na sexta-feira da semana passada, na qual determinou que o Governo do Estado proceda o repasse do valor integral do duodécimo que cabe ao Poder Judiciário do Rio Grande do Norte. O integrante da Corte Suprema do país, além de reafirmar sua posição sobre a questão, determina que a governadora do Estado informe quanto ao devido cumprimento da decisão, que integra o Mandado de Segurança 31671. O novo pronunciamento de Lewandowski é uma resposta à Petição nº 42059/2013 por meio da qual o TJRN solicitou o efetivo cumprimento da decisão de 23 de agosto.

saiba mais
STF disponibiliza decisão liminar sobre duodécimo
STF defere liminar do Tribunal de Justiça sobre o duodécimo
Justiça determina bloqueio de R$ 1,6 milhão do Governo para pagamento de duodécimo
"[...] Consigno, oportunamente, para que não paire eventual dúvida a respeito de seu preciso alcance, que o provimento liminar exarado em 23/8/2013 é expresso e incondicional na determinação mandamental de que a autoridade impetrada, no estrito cumprimento das normas constitucionais em questão (arts. 99 e 168 da CF), entregue os respectivos valores de duodécimos em sua integralidade, tal como destinado ao Poder Judiciário do Estado do Rio Grande do Norte na Lei Orçamentária Anual vigente naquela unidade federada (Lei Estadual 9.692/2013). Isso posto, oficie-se à Governadora do Estado do Rio Grande do Norte, para que informe quanto ao devido cumprimento da decisão judicial emanada deste Supremo Tribunal Federal em 23/8/2013. Comunique-se. Publique-se."

TJRN

Deputado Henrique revela que PT nacional já declarou que tem como prioridade aliança local com o PMDB

O presidente estadual do PMDB, deputado federal Henrique Eduardo Alves, revelou que ouviu de dirigentes do PT nacional que o projeto prioritário do partido em vários Estados, inclusive o Rio grande do Norte, é construir aliança com o PMDB.

“O PT nacional quer reproduzir a aliança nacional aqui no Rio Grande do Norte”, ressaltou Henrique.

Fonte:  www.tribunadonorte.com.br

Rosalba reencontra Henrique mas afirma que não foi comunicada do rompimento

Governadora afirma que não foi comunicada da decisão do PMDB, porém, não espera que articulação em Brasília mude
Henrique e Rosalba Ciarlini conversam, contudo, não trataram do rompimento entre PMDB e DEM. Pelo menos, a governadora disse não ter sido avisada (Foto: Wellington Rocha)
Por Ciro Marques
O clima no salão de recepções do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), antes da posse do novo presidente da instituição, o desembargador Amilcar Maia, não é dos melhores. O motivo foi o anúncio do rompimento da aliança entre PMDB e DEM, confirmando minutos antes, pelos líderes peemedebistas, em reunião fechada na sede do partido. A governadora Rosalba Ciarlini, visivelmente desconfortável para falar da situação, disse basicamente que o que muda no Governo são os cargos administrativos que o PMDB entregou no início da semana.

“Não acredito que a articulação em Brasília vá mudar. Eu não acredito que um potiguar, ou uma potiguar, que recebeu a confiança do povo, não queira dar as mãos para ajudar o Estado”, afirmou Rosalba Ciarlini, pedindo a reportagem do portalnoar.com “para falar da posse do novo presidente do TRE” e evitando novas perguntas sobre o PMDB.

Apesar de já ter trocado algumas palavras no salão do Tribunal Regional Eleitoral com o presidente da Câmara Federal e líder do PMDB no Estado, Henrique Eduardo Alves, e com o ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho, outra liderança peemedebista no Estado, Rosalba afirmou ao portalnoar.com que não foi sequer comunicada da decisão de rompimento. “Eu estou sabendo por você. Cheguei aqui agora. Estava no interior”, afirmou Rosalba Ciarlini.

Além da situação constrangedora ao lado dos peemedebistas que haviam acabado de anunciar o rompimento, justamente, porque a gestão da governadora não estava “agradando as bases do partido”, Rosalba Ciarlini teve que aguentar a ausência, no evento, de outros dois grandes aliados (que vivem a possibilidade de, também, romper com o governo): o deputado federal João Maia, presidente do PR no Estado, e o deputado estadual Ricardo Motta, presidente da Assembleia Legislativa.

Nesta semana, rumores sobre a possibilidade de rompimento dos dois partidos ganharam força, sobretudo, se fosse confirmada a saída do PMDB da base aliada. João Maia, por exemplo, afirmou ao portalnoar.com que conversaria com Henrique Eduardo Alves sobre a situação da aliança, porque o “PR havia aderido ao Governo junto com Henrique”.

A situação de Ricardo Motta é um pouco diferente. O deputado estadual está deixando o PMN e indo para o PP, partido que não deve apoiar uma eventual reeleição da governadora Rosalba Ciarlini.

Fonte:  www.portalnoar.com.br

João Maia cancela reunião do PR

O deputado federal João Maia, presidente do diretório estadual do Partido da República, cancelou a reunião marcada para o dia 14 de setembro, no Hotel Rifólis, em Natal.

O encontro estava marcado para decidir o posicionamento da legenda em relação do ao Governo Rosalba Ciarlini. Depois da nomeação de Shirley Targino para Secretaria do Trabalho, Habitação e Bem-Estar Social, o quadro mudou.

Depois de uma longa conversa com Shirley Targino e com o secretário estadual do Turismo, Renato Fernandes, João Maia considerou importante a presença do PR no governo. A Sethas é uma das pastas de maior visibilidade e de capilaridade da atual gestão. E Renato Fernandes está colhendo agora os resultados da reestruturação que implementou na Setur.

Inicialmente, João Maia estava tentando a acompanhar o PMDB de Henrique e de Garibaldi Filho no rompimento político com a governadora Rosalba Ciarlini. Agora, a conversa é outra. O PR resolveu dar mais tempo para Rosalba.

PMDB rompe com Rosalba Ciarlini

Henrique comanda coletiva em que anuncia rompimento com Rosalba - Foto:  Nominuto.com

Após dois anos e sete meses de parceria administrativa e política com a governadora do Rio Grande do Norte, Rosalba Ciarlini (DEM), os líderes do PMDB anunciaram nesta sexta-feira (30) o rompimento com o governo.

A decisão foi anunciada após reunião com os correligionários, prefeitos, deputados estaduais, federais e os líderes do partido Henrique Alves (PMDB) e o senador Garibaldi Alves (PMDB).

Os 16 representantes do partido votaram pelo rompimento e receberam apoio dos demais integrantes da cúpula peemedebista no Rio Grande do Norte.

Os cargos do PMDB no Governo do Estado devem ser entregues na próxima semana, começando pelas pastas da Agricultura e Emater.

Sobre 2014, o partido anunciou que tem planos para a disputa majoritária com nome do partido.

Fonte:  www.nominuto.com

Garibaldi Filho afirma que o PMDB “não poderia ficar indiferente ao clamor popular”

Por Anna Ruth

Ao avaliar o anúncio oficial de rompimento do PMDB com o Governo Rosalba Ciarlini, o ministro da Previdência Garibaldi Filho disse que o partido não poderia ficar indiferente ao “clamor da população”.

“Eu não estou feliz, porque ninguém no Rio Grande do Norte neste momento está feliz. E nós não temos, de maneira alguma, a possibilidade de ficar de braços cruzados neste momento”, afirmou o ministro Garibaldi Filho.

Fonte: Panorama Político

PMDB oficializa rompimento com o Governo Rosalba e anuncia projeto de candidatura própria

Por Anna Ruth

O presidente estadual do PMDB, deputado federal Henrique Eduardo Alves, anuncia, neste momento, após reunião do diretório estadual do partido, que a legenda está rompida com o Governo do Estado. No encontro, que durou duas horas, foi definido também que o PMDB tentará o projeto de candidatura própria ao Governo do Estado.

“A partir de agora o PMDB oficiliza o rompimento político com a governadora Rosalba Ciarlini”, destacou Henrique Eduardo.

CARGOS - O presidente estadual do PMDB, deputado federal Henrique Eduardo Alves, afirmou que com o rompimento político com o Governo Rosalba Ciarlini o partido entregará os cargos da Secretaria de Agricultura, onde está Júnior Teixeira, e da Emparn, que tem como diretor Henderson Magalhães.

“Telefonarei para os dois (Júnior Teixeira e Henderson Magalhães) ainda hoje e pedirei para eles entregarem os cargos”, destacou o deputado federal, durante entrevista coletiva, onde anunciou a saída do PMDB do bloco governista.

Fonte: http://blog.tribunadonorte.com.br/panoramapolitico/

PMDB está reunindo para oficializar rompimento com Rosalba

Por:  Anna Ruth

A Executiva Estadual do PMDB está reunida, em Natal, para oficializar rompimento com o Governo Rosalba

O encontro é coordenado pelo presidente da legenda, o deputado federal Henrique Eduardo Alves.

A bancada de deputados estaduais defende o rompimento total. Posição semelhante a do ministro da Previdência Garibaldi Filho. Após o encontro, os líderes peemedebistas concederão entrevista coletiva.


Fonte:  www.tribunadonorte.com.br

Garibaldi declara que Walter Alves poderá ser candidato ao Governo do Estado e antecipa rompimento com Rosalba


Em entrevista concedida ao jornalista Diógenes Dantas, da Band Natal, no inicio da tarde desta sexta-feira, 30, o ministro Garibaldi Filho, não apenas antecipou que o PMDB vai romper com a governadora Rosalba Ciarlini.

Mas, pela primeira vez, admitiu que seu filho, o deputado estadual Walter Alves, poderá ser o nome do PMDB para a disputa do Governo do Estado em 2014.

Garibaldi Filho afirma que, é contra, porém, admite:

"Ele é amadurecido e pode ser candidato se o povo e a sociedade acharem que vai corresponder as expectativas", declarou.

Sobre o rompimento com a governadora Rosalba Ciarlini, Garibaldi frisou: "O relacionamento (entre PMDB e DEM) vinha se deteriorando e eu me senti responsável por isso, porque apoiei a governadora", comentou.

"Eu acredito que tenhamos a confirmação por parte da comissão executiva, presidida por Henrique e a saída dos secretários, possa representar hoje o distanciamento do governo. Todos do PMDB devem entregar os cargos do governo”, antecipa.






Rosalba em Mossoró: vaias e telefonema de Henrique Alves

Se não bastasse voltar a ser vaiada em Mossoró, a governadora Rosalba Ciarlini, DEM, recebeu um telefonema que, talvez, preferia nem ter recebido.

Quando se encontrava em Mossoró, nesta sextafeira, 30, a governadora recebeu uma ligação telefônica do deputado federal, presidente da Câmara Federal e do PMDB, Henrique Eduardo Alves.

Em tom de despedida, Henrique teria agradecido a parceria e anunciado que vai cumprir a decisão da Executiva do PMDB.

Todo mundo já sabe que a Executiva do PMDB tem reunião agenda para a tarde desta sexta-feira, em Natal, para romper com Rosalba.

Rosalba ser vaiada em Mossoro vira rotina



Há algumas semanas, quando aqui registrei que a governadora Rosalba Ciarlini, havia sido vaiada no Teatro Municicipal Dix-huit Rosado, o mundo quase desaba, com o “Tabilã Rosa” das redes sociais, caindo se pau, tentando desmentir este blog.

Hoje, por curiosidade, fui ao Teatro Municipal Dix-huit Rosado, assistir – de novo -, o encontro da governadora Rosalba Ciarlini com seus conterrâneos.

A diferença, é que, hoje, os meninos da Rosa, não deram o ar da graça para tentar nos desmentir.

Talvez, até pelo tom em altos decibéis das vaias na Rosa, não tenha dado para tentar abafar.

O jeito é silenciar.

Pois, a Rosa foi vaiada, de novo, em Mossoró.

Novo secretário de Comunicação assiste governadora ser vaiada em Mossoró

A única novidade na agenda da governadora Rosalba Ciarlini, em Mossoró, nesta sexta-feira, 30, foi à presença do novo secretário de Comunicação, jornalista Paulo Araújo.

Ele integrou a comitiva da governadora e deve ter sentido o clima que terá que tentar reverter como homem da comunicação do Governo do Estado.

Paulo Araújo foi um dos auxiliares da Rosa, que assistiram a mesma ser vaiada ao chegar ao Teatro Municipal Dix-huit Rosado.

Vaiais em Rosalba incomada aliados do DEM no Teatro Dix-huit Rosado


Até a última pesquisa eleitoral divulgada, o ministro Garibaldi Filho, do PMDB, aparecia como o grande favorito na disputa do Governo do Estado.

Todavia, essa posição, passou a ser ocupada pela vice-prefeita de Natal, Wilma de Faria, do PSB, que, conforme a Pesquisa Consul, passou a liderar em todos os cenários, inclusive em confronto com Garibaldi.

Diante disso, o deputado estadual Agnelo Alves, disse em artigo assinado na Tribuna do Norte, que Rosalba e seu governo, com reprovação popular de 83%, contaminaram o PMDB.

Talvez por isso, Garibaldi e o PMDB se apressaram em antecipar e marcar para hoje, uma reunião que aconteceria em outubro, e que deverá marcar o rompimento oficial do partido com o Governo da Rosa.

Hoje, em Mossoró, os aliados da governadora Rosalba Ciarlini, todos os DEM, sentiram na pele o peso da reprovação da mesma.  Que acaba “contaminando” os aliados.

Ao desembarcar no Teatro Municipal, Rosalba se fazia acompanhar do senador José Agripino, da prefeita Cláudia Regina, deputados federais Felipe Maia e Betinho Rosado e deputado estadual Leonardo Nogueira.

Recebida com vaias, muitas vaias na parte entrada principal do Teatro Dix-huit Rosado, por servidores da saúde, educação, segurança e de outros órgãos do Estado, Rosalba teve que conter o sorrido que tentou esboçar.

E logo procurou a porta de entrada do Teatro, deixando para trás os aliados que tiveram que ouvir e assistir a governadora ser vaiada, mais uma vez, em sua própria cidade. Cidade da qual foi prefeita por três vezes e onde é considerada a maior liderança política.