terça-feira, 25 de março de 2014

Prefeito Francisco José Júnior comanda reunião com moradores do Santa Júlia e representantes do MP e OAB


Não existe outra saída.

As cerca de 100 famílias que ainda permanecem ocupando parte das casas do conjunto Santa Júlia terão que deixar o habitacional.

É o que afirma o procurador do Ministério Público Federal, Fernando Rocha, na reunião que acontece na Prefeitura Municipal de Mossoró sob a presidência do prefeito do município, Francisco José Júnior.

O encontro busca uma solução para as famílias que terão que deixar o residencial até o dia 31, mas não tem para onde irem.

A reunião conta com participações de representações do Ministério Público

Nenhum comentário:

Postar um comentário