segunda-feira, 19 de maio de 2014

Amigos relatam acidente com Miguel Josino

Uma fatalidade. Assim foi definido o acidente que ocorreu (18) ontem com o procurador-geral do Estado, Miguel Josino, por amigos que estavam presentes no apartamento do jurista no momento em que ele caiu de uma altura de aproximadamente três metros, entre a varanda do imóvel e o espaço de festas do prédio. De acordo com um dos presentes, Josino pouco havia bebido.

Segundo o juiz Bento Herculano, que estava no apartamento de Josino junto ao procurador e mais quatro pessoas, há muitas informações desencontradas sobre o acidente, inclusive a de que Miguel Josino teria tentado fazer uma foto de plantas no momento da queda. "Ele não estava nem com o celular", disse Bento Herculano.

Ao sair da mesa onde estavam os convidados, Miguel Josino foi até a laje na área externa do apartamento, onde havia uma churrasqueira posicionada. Segundo relatos, ele teria ido observar como estava o ponto do churrasco. Somente após a ausência se prolongar foi que foram até o local onde ocorreu o acidente, acionando imediatamente o socorro médico.

"Foi uma fatalidade. Ele não estava bêbado. Foi um acidente doméstico. Ele deve ter bebido uma taça de champanhe apenas", garantiu o juiz.

Fonte: www.tribunadonorte.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário