sábado, 3 de maio de 2014

Brinquinho, barbinha, totozinho...

Quando era adolescente, em casa e na escola, era ensinado a respeitar aos mais idosos, aos professores, aos mais próximos e aos de longe.

Ser educado era o alvo a ser alcançado.

Hoje, todo meninote que bota um brinquinho, usa uma barbinha, faz uma transcinha, veste uma calça - ou seria calcinha - apertadinha, quer sair pelo meio da rua insultando e desrespeitando quem encontra pela frente.

Defendendo o nada.

Até aí, ainda daria para suportar pois, isso mais parece coisa de adolescente mimado.

Agora, quando um grupo de lideres do MST - quem é que banca essa turma? - junta um bando de meninões & meninonas, e invade o centro comercial de uma cidade em pleno horário de expediente, ameaça motoristas, motociclistas, homens e mulheres e, ainda por cima, tendo como trilha sonora da brincadeira a música Lepo Lepo, não tem como se levar a sério.


Nenhum comentário:

Postar um comentário