sexta-feira, 16 de maio de 2014

Faculdade de Enfermagem para por falta de estrutura

Foto: Assessoria
Docentes e discentes da Faculdade de Enfermagem (FAEN) do Campus Central da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), frequentadores diários do Edifício Professor Antônio Gomes de Arruda Barreto, sede da instituição, convivem com uma estrutura em escombros. O cenário é desolador.

Em fase da precariedade do imóvel e seus equipamentos, com problemas recorrentes na estrutura física, distribuição de água potável e condições sanitárias, movimento articulado entre professores e alunos resolveu agir. “Diante da atual situação de insegurança alunos e professores por votação unânime decidiram suspender as aulas até que seja garantida a permanência na FAEN com os riscos minimizados. O movimento encaminhou solicitação de inspeção ao Corpo de bombeiros e vigilância à Saúde com vistas a fortalecer a pauta.

Trata-se de sanitários sem assento, cestos de lixo de banheiro sem tampa, problemas envolvendo energia elétrica, antecipados ou seguidos de pequenas explosões em lâmpadas fluorescentes, choques em interruptores, presença de faíscas em fiações, disparo constante no transformador, inúmeras infiltrações próximas a rede elétrica, instalações inadequadas de copa e cantina, presença de roedores, cupins, salitre e mofo nas paredes, acústica das salas comprometidas, além de inadequada composição do laboratório de práticas de enfermagem, bem como climatização dificultando o bom desenvolvimento das aulas.

“A nossa solicitação está pautada na exposição de professores e alunos a constantes acidentes com possibilidade de ocorrência de incêndio e eletrocução, danos em equipamentos tanto da faculdade como os particulares, além da estimulação de processos alérgicos”, destaca denuncia de professores e alunos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário