terça-feira, 20 de maio de 2014

Fecomércio afirma que comércio varejista perderá R$ 42 milhões com a Copa

Pelas contas da entidade, varejo potiguar deixará de faturar, em dois meses, R$ 42 milhões, mas número é minimizado pelo presidente Marcelo Queiroz
Por Redação

Com base em dados divulgados pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), a Fecomércio RN divulgou nesta terça-feira (20), uma estimativa de perdas para o comércio varejista potiguar em virtude dos horários diferenciados de funcionamento durante a Copa do Mundo Fifa 2014.

Um levantamento preliminar feito pela Confederação Nacional do Comércio (CNC), desde a Copa de 2002, mostra que as vendas do comércio varejista restrito normalmente diminuem 0,7% no bimestre de Copa em relação a anos normais. Nas contas do economista da CNC, Fabio Bentes, considerando esta premissa, o varejo nacional deixará de faturar R$ 1,5 bilhão em junho e julho deste ano.
(Foto: Alberto Leandro)
“Para o comércio potiguar, os ganhos com a Copa devem ficar aquém do que imaginávamos, por alguns motivos”, afirmou Queiroz (Foto: Alberto Leandro)
“Projetando esta mesma perda e considerando que, entre junho e julho, em um ano normal, o setor de comercio varejista potiguar fatura cerca de R$ 6 bilhões, podemos dizer que deixaremos de vender algo em torno de R$ 42 milhões, nos meses de junho e julho, em virtude deste funcionamento diferenciado”, afirma o presidente da Fecomércio RN. Marcelo Queiroz.

Fonte: www.portalnoar.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário