terça-feira, 20 de maio de 2014

Genivan Vale cobra explicação para falhas no projeto do Complexo Viário da Abolição


O vereador Genivan Vale (PROS) apresentou um requerimento convidando a Secretária Estadual de Infraestrutura, Kátia Pinto, e o Secretário Municipal de Desenvolvimento Urbano, Galttieri Ferreira, para prestar esclarecimentos sobre as falhas do projeto do Complexo Viário da Abolição. O documento foi aprovado por unanimidade na Câmara Municipal de Mossoró (CMM).

Genivan Vale ressalta que embora os secretários não respondessem pelas respectivas pastas na época em que foi feito o projeto, atualmente cabe a eles prestar informações sobre as falhas, além de apresentar as medidas que estão sendo adotadas para solucionar a questão. “O projeto do Complexo Viário custou mais de R$ 1 milhão e antes mesmo de ser concluído já apresenta inúmeras falhas. Isso é inaceitável”, declara o vereador.

Praticamente todos os cinco viadutos que formam o Complexo Viário da Abolição apresentam falhas graves em sua estrutura. No viaduto I, que dá acesso ao conjunto Santa Delmira, rachaduras na pista e no asfalto preocupam os motoristas que trafegam na região. Além disso, a alteração do projeto, que prevê a instalação de um semáforo na BR-304, tem contribuído para o aumento do risco de acidentes.

No viaduto II, na entrada do conjunto Abolição III, onde as obras ainda não foram terminadas, as placas de concreto que compõem a estrutura do viaduto já começam a se soltar e ameaçam cair. Outra crítica dos motoristas é quanto à falta de retorno e passarelas próximos ao viaduto, o que causa risco de acidentes com pedestres que tentam atravessar a BR.

Já o viaduto V, na saída para Natal, apesar de estar pronto terá que passar por uma readequação em seu projeto para que possa ser colocado em funcionamento. “São várias as falhas nos viadutos, que em vez de melhorar o tráfego estão causando mais risco para a população. Não podemos esperar que aconteça uma tragédia para só depois tomar as providências”, diz o vereador. O serviço do Complexo Viário da Abolição faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e está orçado em R$ 72 milhões oriundos dos governos federal e estadual.

Nenhum comentário:

Postar um comentário