segunda-feira, 19 de maio de 2014

Programa de cidadania é aplicado em escolas públicas de Mossoró


O Programa Brasileiro de Educação Cidadã (PROBEC) foi lançado na quinta-feira (15) passada em Mossoró e já começou a ser aplicado logo no dia seguinte. O juiz Jarbas Bezerra, idealizador do projeto, e os membros da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), subseção de Mossoró, visitaram duas escolas. Alunos, professores e coordenadores assistiram a palestra do magistrado, que abordou temas associados ao exercício da cidadania. O objetivo do programa é justamente despertar a consciência cidadã nas gerações futuras, através de ações que levam conhecimento às escolas.

O juiz Jarbas e os advogados Aldo Fernandes de Sousa Neto e Catarina Cordeiro Lima Vitorino, presidente da OAB/Mossoró e vice-presidente da Comissão de Direitos Humanos (CDH) da OAB/Mossoró, visitaram a Escola Estadual Professora Maria Stella Pinheiro Costa e a Escola Municipal Doutor José Gonçalves. “Foi uma tarde bastante produtiva. Podemos conversar com os alunos, professores e coordenadores das escolas, discutindo um pouco sobre o exercício da cidadania”, frisa Catarina, ressaltando que outras ações dessa natureza serão realizadas novamente.

O trabalho de Jarbas Bezerra é direcionado para crianças e adolescentes e busca despertar a consciência cidadã em meninos e meninas, através do conhecimento. Jarbas Bezerra, na conversa com os alunos, ressaltou a importância do respeito aos valores, do cumprimento de deveres e da luta pelos direitos. A conduta pacífica foi uma das bandeiras levantadas pelo magistrado durante o encontro. Os alunos da Escola Municipal Doutor José Gonçalves, aliás, estiveram na noite do lançamento do Probec, em solenidade realizada no auditório da OAB de Mossoró.

 O PROBEC

O Programa Brasileiro de Educação Cidadã (PROBEC) nasceu da inquietação do juiz Jarbas Bezerra, que atua na 11ª Vara Criminal de Natal. Ele idealizou um projeto que levará conhecimento para as crianças e adolescentes. A intenção dele é implantar noções básicas acerca dos direitos e deveres, a partir do que está proposto na Constituição Federal e noutros dispositivos do ordenamento jurídico brasileiro. Para facilitar o acesso ao conhecimento, o juiz e sua equipe desenvolveram cartilhas e outros mecanismos com linguagem fácil, direcionada para o universo infanto-juvenil.

Fonte: Assessoria

Nenhum comentário:

Postar um comentário