sábado, 17 de maio de 2014

Semana de Prevenção e Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças é encerrada

Prefeito Francisco José Júnior partipa de ato público - Foto: Assessoria
Centenas de pessoas, entre adultos, jovens, crianças e idosos se uniram em uma grande mobilização na manhã do sábado (17/05), encerrando a programação da Semana de Prevenção e Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Com muita música e alegria, a multidão seguiu em caminhada do bairro Alto de São Manoel até a praça Rodolfo Fernandes no centro da cidade. A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Juventude providenciou carro para o transporte das crianças  e todo suporte necessário para que os jovens pudessem caminhar em segurança.



Palhaços, grupo de escoteiro e jovens pintados de verde, amarelo e branco, que integram os 33 equipamentos sociais da Secretaria de Desenvolvimento Social e Juventude, participaram da caminhada que recebeu integrantes ainda das outras secretarias do Município.

O Prefeito Francisco José Júnior também participou da caminhada e deu o seu recado. “Fiz questão de participar para mostrar que a Prefeitura é sensível a essa causa nobre e está com vocês. Faremos o que for preciso para prevenir e combater a exploração sexual de nossas crianças e adolescentes”, falou, anunciando que melhorará a estrutura física dos Conselhos Tutelares.



A Secretária Fernanda Kallyne, agradeceu e reconheceu o envolvimento de todos na campanha. “Quero agradecer de coração a todos que se envolveram direta e indiretamente na campanha. São pessoas comprometidas com a causa, com a preservação dos direitos das crianças e dos adolescentes e essa atitude merece nosso aplauso. Vamos denunciar as violações de direitos contra nossas crianças e adolescentes, vamos fazer bonito”, falou referenciando o slogan da campanha.

DIA NACIONAL - A data 18 de maio, quando é lembrado o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual Infanto-Juvenil no Brasil, foi criada para marcar o sequestro da menina Araceli Cabrera Sanches, em 18 de maio de 1973 (a data só foi oficializada no Brasil em 1998). A menina tinha apenas oito anos. Ela foi drogada, espancada, estuprada e morta. Membros de uma tradicional família de Vitória (ES) foram apontados como os autores. O caso teve grande repercussão pela violência, mas terminou impune. Os supostos violadores não foram condenados pelo crime e a mãe da menina chegou a ser presa por tráfico de drogas, visto por alguns como retaliação.

COMO DENUNCIAR

Por telefone – Disque 100

Outros órgãos – Conselho Tutelar; CREAS, CRAS, Plantão Social; Unidades e Serviços de Saúde; Delegacias especializadas ou comuns; Polícia Militar; Polícia Federal; Polícia Rodoviária Federal


Nenhum comentário:

Postar um comentário