segunda-feira, 2 de junho de 2014

Agripino falou, tá falado...

Depois do encontro do DEM, o senador e presidente do partido, José Agripino, concedeu entrevista coletiva.

Confira alguns trechos:

O que foi conversado com Carlos Augusto e Rosado...

"É um direito que ela tem, muito embora o ex-deputado Carlos Augusto me tenha dito em casa que não iria recursar da reunião do diretório, e eu disse isso e não houve contestação, é um direito legal que eles tem, e se é um direito legal, é um direito para ser respeitado". 

Ex-deputado Ney Lopes é esnobado por Agripino que fala sobre posição do ex-deputado...

"Eu acho que o ex-deputado Ney Lopes está falando coisas fora do esquadro porque, emboscada pública, aberta? Emboscada onde 59 diretorianos, a história do partido fala? O partido vai armar uma emboscada pra si próprio?" 

Agripino fala sobre tentativa de Rosalba de mudar a pauta da reunião...

"Como é que eu faço uma convocação, com um enunciado claro, combinado com ela, e no dia da reunião, com as pessoas tendo vindo de toda parte, eu posso frustrar as pessoas com relação àquilo que elas querem falar e falaram. Eu até poderia deixar de fazer, agora seria desconhecer um fato claro que a imprensa, que o Estado todo vem registrando. É uma clara divergência de pontos de vista entre aqueles que pleiteiam a reeleição nas bancadas proporcionais e ela. É claríssima essa divergência. Não colocar essa divergência para apreciação do partido seria um gesto de irracionalidade ou de perda de coerência de minha parte com todos os passos que foram dados e com a verdade que o Estado admite e assiste, que é a governadora querendo a reeleição e os deputados federais e estaduais lutando pela sua possibilidade ou capacidade de se reeleger".

Sobre possibilidade de intervenção do diretório nacional do DEM...

"Não se pretende isso, não se pretende isso, não se pretende isso. O que eu pretendo é usar democraticamente as instâncias partidárias no plano local".







Nenhum comentário:

Postar um comentário